Desenho de Composição com Figura Humana Grau II [Avançado]

Calendário: 7 outubro 2013 a 30 junho 2014

Inscrições: Até 30 de setembro de 2013

Formador: António Gonçalves

Carga Horária: 68 Horas

Horário: segunda-feira | Pós-laboral (19.00 – 21.00)

Créditos: 7,5 Créditos ECTS (Curso Livre)

 

Candidaturas e Inscrição

Para se candidatar selecione a opção do menu lateral direito “CANDIDATURAS DE INGRESSO

Prazo de candidatura: até 30 setembro 2013

Prazo de inscrição (pagamento): 1 a 3 outubro 2013

Objetivos:

A representação da figura humana ao natural na disciplina de desenho, tem vindo a ser considerada estruturante nos primeiros anos da formação artística.
O corpo humano é um “objecto” de estudo inigualável, apenas quer pela sua forma, quer pela sua elasticidade e movimento, apenas possíveis pela funcionalidade de uma anatomia complexa.
Este curso abordará a prática do desenho da figura humana, apenas como uma actividade ensinável, independentemente de qualquer tendência, estilo ou corrente artística, segundo os quais poderia ter várias interpretações que dificultariam o processo pedagógico.
A sequência dos exercícios propostos visam orientar os participantes na prática do desenho de modo a que a sua aprendizagem se torne cada vez mais autónoma. Para tal, promover-se-á a familiarização com materiais e técnicas, tendo como princípio a observação directa ao modelo.
O termo “composição” significa que a figura humana será considerada em conjunto com o espaço, adereços (objectos e panejamentos) e outras figuras, pelo que será sempre relacionada com os referidos elementos.

– Utilizar os materiais nas suas especificidades físicas, de modo a obter uma expressão gráfica particular;

– Representar o volume, o movimento e a proporção da figura humana;

– Dominar as regras básicas da perspectiva linear;

– Desenhar a figura humana num contexto espacial;

– Desenhar a figura humana com panejamentos e adereços;

– Interpretar a partir de reproduções de desenhos;

– Representar a figura humana, através de esquiços, esboços e em detalhe;

– Dominar a representação anatómica – osteologia e miologia;

– Representar a figura humana em articulação com outras figuras humanas;

– Desenhar a figura humana sem observação directa ao modelo.

Programa:

– Desenho de contorno: a figura e o espaço.

– Desenho gestual: os objectos e a figura.

– Perspectiva linear.

– Claro/ escuro.

– Cor.

– Composição prévia: estudos rápidos.

– Pequeno formato.

– Estudos a partir de reproduções de desenhos.

– Esquiço e esboço.

– Composição com várias figuras a partir da observação de um só modelo.

– Detalhes anatómicos.

– Estudos da figura drapeada.

– Concepção de uma composição.

 

Material a adquirir pelos formandos

– Lápis de grafite 2B, 4B, 6B.
– Lápis de carvão “soft” e “medium”, carvão vegetal.
– Borrachas de grafite.
– Borracha de carvão.
– Caixa de lápis de cor (mínimo 12).
– “Conté crayon” em barra preto e branco.
– Lápis de pedra negra “soft”.
– Lápis de sanguínea “soft”.
– Frasco de tinta da china.
– Aparo.
– Afia-lápis e x-acto.
– Pincel de pelo de nylon, redondo e pontiagudo.
– Paleta de plástico (dimensão mínima A4).
– Frasco para água.
– Pano absorvente.

Suportes: 
– Bloco de papel cavalinho A3.
– Bloco de papel de cenário (A2).
– Bloco de Papel “cartridge” com gramagem superior a 120.
– Folhas de papel de cor “Canson” A2.

NOTA: O material indicado não deve ser adquirido antes da primeira aula.

————————————————————————————————————

Informações

Inscrição: 75,00 Euros
Propina:
Estudantes, Docentes e Funcionários da FBAUP/ UP – 410,00 Euros;
Público em Geral – 465,00 Euros;
Seguro escolar – 2,00 Euros

Pagamento:

8 prestações mensais liquidadas até ao dia 8 de cada mês

 

Destinatários: O curso dirige-se a todos os que estão interessados no desenho da figura humana

Método de avaliação:

As aulas terão uma componente teórica onde será utilizado o método expositivo tendo como principal objectivo enquadrar o formando na área de utilização.

A este método acrescentar-se-á o método demonstrativo através de exercícios práticos e o interrogativo de forma a aferir a evolução dos conhecimentos adquiridos ao longo da formação.

O modelo de avaliação inclui uma avaliação individual mediante a realização de um teste final e uma avaliação contínua, contando com os exercícios realizados no decurso da formação.

Certificação

Estudantes com frequência do ensino superior ou com formação graduada será emitido:

– Um certificado de frequência quando não avaliados, embora a atribuição deste certificado dependa da frequência de pelo menos 75% do curso ou da unidade de formação;

– Um certificado de formação contínua a quem frequentou com avaliação e aprovação um curso de actualização de conhecimentos;

Ao público sem frequência universitária ou sem formação graduada é entregue um certificado de frequência como curso livre.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s