CURSO PRÁTICO DE PINTURA: GRAU II

Horário: 128 horas (32 sessões) | de 03 outubro 2014 a 19 junho 2015 (sextas) | Pós-laboral (19.00 – 23.00)

Créditos: 15,5 Créditos ECTS (Unidade de Formação Contínua)

Créditos: 5.1 UC (CCPFC) – Professores dos Grupos 240 e 600

Formadora: Sofia Torres

Professora Assistente Convidada na Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto onde lecciona a unidade curricular de Atelier II. Licenciatura em Artes Plásticas – Pintura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, 2003/2008. Efectuou estudos na Accademia di Belle Arti di Bologna, em Itália, ao abrigo do programa Erasmus – 2006/2007. Mestrado em Pintura na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, 2008/2010. Aluna do Doutoramento em Arte e Design na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e membro colaborador do I2ADS (Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade). Desde 2005 participa em várias exposições individuais e colectivas em território nacional e internacional.

Propinas:

Inscrição: 75,00 |
Estudantes, Docentes e Funcionários UP/FBAUP: 8 prestações de 75,00 |
Público em Geral: 8 prestações de 87,50 |
Seguro escolar: 2,00 Euros |

INSCRIÇÕES ATÉ 19 DE SETEMBRO

Candidaturas e Inscrição

Para candidatar-se, selecione a opção INSCRIÇÕES ONLINE

Objetivos:

Nesta formação pretende-se fazer uma abordagem teórico-prática a conteúdos e técnicas especializadas de pintura. É uma formação direcionada a alunos com já algum grau de experiência a nível da pintura/ desenho e que desejem ampliar a sua experiência curricular e aprofundar conhecimentos a nível de determinadas tecnologias enquadradas no processo pictórico da pintura.

Pretende ser um espaço onde se privilegia uma experimentação prática das várias técnicas a serem abordadas, de forma a construir uma sólida base de conhecimentos no processo oficinal do exercício da Pintura, e que propiciem, ao discente, ferramentas para uma reflexão e fundamentação consistente e objectiva na escolha das suas metodologias práticas para o desenvolvimento de um projecto pictórico.

Programa:

1 – Introdução à Teoria da cor e Composição – Regras de estruturação compositiva de um quadro;
1.1 – Exercícios de Composição em Pintura;
2 – Introdução a Novos suportes e Materiais – novas soluções contemporâneas alternativas na prática da pintura.
2.1 – Experimentação prática;
3 – Introdução ao desenho na pintura;
3.1 – Exercícios práticos de desenho a partir da observação do real;
3.1.1 – Naturezas – mortas;
3.1.2 – Desenho de modelo de figura humana;
3.2 – Exercícios práticos de pintura a partir da observação do real;
3.2.1 – Pintura de naturezas-mortas (Pintura através da observação direta, a desenvolver enquadramentos, composição, contrastes lumínicos, técnica de modelações, velaturas, e arrastamentos);
3.2.2 – Pintura de modelo de figura humana (Pintura a óleo com observação direta de figura humana, a desenvolver enquadramentos, composição, contrastes lumínicos, tratamento plástico);
4 – Desenvolvimento de proposta individual;
4.1 – Metodologia Projetual – Desenvolvimento teórico e prático de um tema proposto pelo aluno, com o intuito de sedimentar e desenvolver  o nível de conhecimentos adquiridos em competências estéticas e criativas, consubstanciando-se na  técnica da pintura a óleo alguns dos vários domínios da representatividade;
5 – Exposição final.

——————————————————————————————————————————————————

Informações

Pagamento:

1ª e última prestação + seguro escolar pagos até 26 de setembro de 2014;

Prestações seguintes mensais:

75,00 Euros (FBAUP/UP)

87,50 Euros (Público em Geral)

8 prestações mensais liquidadas até ao dia 8 de cada mês.

Destinatários:

Alunos que frequentaram o Curso Prático de Pintura I e outros alunos  (com conhecimentos médios de pintura e de desenho), que desejem ampliar a sua experiência curricular e aprofundar conhecimentos a nível de determinadas tecnologias enquadradas no processo pictórico da pintura.

Nota: os alunos que não tenham frequentado o Curso Prático de Pintura I devem apresentar um portfolio ou serem submetidos a um exame prévio para avaliar as competências de participação.

Condições de candidatura:

Como condição fundamental de acesso, os alunos que frequentaram o Curso Prático de Pintura I devem obrigatoriamente ter obtido classificação igual ou superior a 15 valores. Os alunos que não tenham frequentado o Curso Prático de Pintura I devem apresentar um portfolio ou serem submetidos a um exame prévio para avaliar as competências de participação.

Método de avaliação:

Tratando-se de uma formação aberta a estudantes com diferentes graus de formação, objetivos e experiência, cada técnica pictórica específica conta com a realização de uma pequena abordagem teórica, de forma a expor a sua história, características e evolução particular, passando-se à realização de exercícios programados para o desenvolvimento de conhecimentos técnicos das várias potencialidades de aplicação/utilização/manutenção dos materiais em questão. Devido ao próprio carácter dos cursos de formação contínua, será feito um acompanhamento individual e especializado para cada discente, de forma a propiciar e ajudar no desenvolvimento de eventuais dúvidas/dificuldades no decorrer da aprendizagem técnica.
A avaliação será contínua, contando no final com uma avaliação geral dos trabalhos, de forma a classificar os conhecimentos adquiridos e evolução, sustentada nos seguintes parâmetros:
Assiduidade, Participação/motivação, Sentido crítico, Qualidades plásticas: execução, criatividade, originalidade, Evolução, Desenvolvimento e Concretização.

Será emitido um certificado de frequência aos participantes que tiverem assistido a 75% da carga horária total.
Será emitido um certificado de aprovação aos formandos que tenham realizado o teste e esta avaliação deverá ser igual ou superior a 10 valores, com base numa avaliação qualitativa em valores numéricos de 10 a 20 valores.

Certificação:

Aos estudantes com frequência do ensino superior ou com formação graduada será emitido:

– Um certificado de frequência quando não avaliados, embora a atribuição deste certificado dependa da frequência de pelo menos 75% do curso ou da unidade de formação;

– Um certificado de formação contínua a quem frequentou com avaliação e aprovação um curso de atualização de conhecimentos;

Ao público sem frequência universitária ou sem formação graduada é entregue um certificado de frequência como curso livre.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s