O QUE É A ARTE?

O QUE É A ARTE?

Horário: 7 sessões (21 Horas) |  04 a 25 novembro 2014 (ter. e qui.) | Pós-laboral (19h00 – 22h00)

CURSO LIVRE

Formador: Luís Veríssimo

Licenciado em Filosofia – Ramo Educacional pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Doutorando em Filosofia na mesma instituição.
Desde 2006, tem lecionado as disciplinas de Filosofia, Psicologia e Área de Integração em diversas escolas da zona norte.

Taxa de Inscrição: 50% do valor total da propina

Propinas:
Estudantes, Docentes e Funcionários UP/FBAUP: 65,00 Euros |
Público em Geral: 85,00 Euros |
Seguro escolar: 2,00 Euros |

 INSCRIÇÕES ATÉ 21 DE OUTUBRO

Candidaturas e Inscrição

Para candidatar-se, selecione a opção INSCRIÇÕES ONLINE

Objetivos:

O curso tem como principais objetivos aproximar os formandos da discussão clássica e contemporânea em torno de um dos problemas centrais da filosofia da arte: o problema da definição de arte e promover o contacto com textos de referência da discussão neste domínio.

No final da formação, o formando deverá ser capaz de:

  1. Formular explicitamente o problema da definição de arte.
  2. Distinguir o uso classificativo do uso valorativo da palavra “arte”.
  3. Caracterizar, em traços gerais, a teoria mimética da arte (Platão e Aristóteles).
  4. Avaliar criticamente a teoria mimética da arte (Platão e Aristóteles).
  5. Caracterizar, em traços gerais, a teoria representacionista da arte (Nelson Goodman).
  6. Avaliar criticamente a teoria representacionista da arte (Nelson Goodman).
  7. Caracterizar, em traços gerais, a teoria expressivista da arte (Leo Tolstói).
  8. Avaliar criticamente a teoria expressivista da arte (Leo Tolstói).
  9. Caracterizar, em traços gerais, o expressivismo de R. G. Collingwood.
  10. Avaliar criticamente o expressivismo de Collingwood.
  11. Caracterizar, em traços gerais, a teoria formalista da arte (Clive Bell).
  12. Avaliar criticamente a teoria formalista da arte (Clive Bell).
  13. Caracterizar, em traços gerais, a teoria antiessencialista da arte (Morris Weitz).
  14. Avaliar criticamente a teoria antiessencialista da arte (Morris Weitz).
  15. Caracterizar, em traços gerais, a teoria institucional da arte (George Dickie).
  16. Avaliar criticamente a teoria institucional da arte (George Dickie)

—————————————-

INFORMAÇÕES

Destinatários:

Professores e estudantes de filosofia e/ou arte de vários níveis de ensino. Pessoas sem formação académica nas áreas da filosofia e/ou da arte, mas com algum tipo de interesse nestes domínios.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s