FOTOPOLÍMERO: VERSATILIDADE DE UM MÉTODO FOTOSSENSÍVEL

FOTOPOLÍMERO: VERSATILIDADE DE UM MÉTODO FOTOSSENSÍVEL

Horário: 3 sessões (12 Horas) | DE 05 A 09 DE JANEIRO DE 2015  | seg., qua. e sex. | PÓS-LABORAL (19h00-23h00)

Créditos: 1,5 ECTS

Formadora: Catarina Marques

CATARINA MARQUES
Arquitecta desde 2007, completa o mestrado em Desenho e Técnicas de Impressão em 2011, na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP).
Actualmente é Assistente Técnica na Oficina de Técnicas de Impressão da FBAUP.
Em 2013 lecciona no mesmo estabelecimento de ensino, a disciplina de Técnicas de Impressão nível I.
Ainda em 2013 participa como Técnica Especialista de conservação, inventariação e exposição de obras gráficas, no âmbito do Projecto da FBAUP “Atlas – Gabinete de Desenho e Gravura”.

 

Destinatários:

Todos os interessados na área da ilustração, técnicas de impressão, design editorial, educação artística e edição de artista.

 

Taxa de inscrição: 50% do valor total da propina

Propinas:
Estudantes, Docentes e Funcionários UP/FBAUP: 60,00 Euros |
Público em Geral: 75,00 Euros |
Seguro escolar: 2,00 Euros |

INSCRIÇÕES ATÉ 19 DE DEZEMBRO 2014

Candidaturas e Inscrição

Para candidatar-se selecione a opção INSCRIÇÕES ONLINE

 

Este curso explora as variadas potencialidades do fotopolímero – método de transferência e impressão fotográfico que permite a obtenção de matrizes em relevo e calcográficas, a partir de uma mesma chapa. Será dada a opção aos participantes de explorar puramente a via da ilustração ou se assim entenderem aproveitarem a oportunidade de desenvolver conhecimento na área da reprodução fotográfica por fotopolímero. Este material destaca-se pela sua versatilidade em potenciar duas abordagens completamente distintas que podem permitir a execução de trabalhos mistos a partir de uma mesma matriz.

Sessão 1 (05 de janeiro)

– Introdução ao método do fotopolímero
– Especificidades do material e suas variantes
– Uma matriz duas técnicas! Calcografia e relevo / tipografia
– O desenho variado: directo ou indirecto
– A fotografia: manipulação em Photoshop
– A mesa de luz UV: tempos de exposição
– A revelação: simplesmente água
– A impressão: tintagem clássica manual ou a rolo
– Os suportes (papel, cartões, etc)

– Início da definição dos projectos individuais ou colectivos

Sessão 2 (07 de janeiro)

– Continuação da definição dos projectos individuais ou colectivos e sua execução
– Combinação das duas variantes / matrizes híbridas

Sessão 3 (09 de janeiro)

– Finalização das propostas de trabalho

————————————————-

INFORMAÇÕES:

VAGAS: 12 (DOZE)

A SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS É FEITA PELA ORDEM DE VALIDAÇÃO DAS INSCRIÇÕES.

Anúncios