AINDA HÁ VAGAS! TÊXTIL – ENTRE AS TRAMAS DO DESENHO

VAGAS AINDA DISPONÍVEIS!

Horário: 4 sessões (16 Horas) de 03 a 24 de novembro 2015 (terça-feira) | Pós-laboral (18h30 > 22h30)

Créditos: 1,5 ECTS

Formadora: Isabel Quaresma

Coordenador Científico: profª doutora Rute Rosas

ISABEL QUARESMA

Isabel Quaresma  nasceu em Lamego, vive e trabalha no Porto.

Iniciou os seus estudos com o Curso de Design de Moda no Citex (1986) onde posteriormente  lecionou  a disciplina de  Design de Moda e desempenhou funções de assistente de coordenação do curso. ( 1987-1996) Estudou em Florença, tendo feito uma pós-graduação em tecelagem na Academia de Moda de Florença.  (1990)

Durante alguns anos desenvolveu uma forte atividade no âmbito do design têxtil e de moda.­ Recentemente foi selecionada para a Contextile 2014, Bienal de Arte Têxtil Contemporânea. É licenciada em Artes Plásticas no ramo de Pintura pela Faculdade de Belas Artes da  Universidade do Porto, (2011) onde concluiu o Mestrado em Desenho e Técnicas de Impressão. (2014) Atualmente o seu trabalho desenvolve-se    entre arte e  design  intersectando  pintura,  desenho,  têxtil e vídeo. Interessando-lhe sobretudo, trabalhar nos espaços intersticiais  entre as práticas contemporâneas do desenho e  do têxtil.

Expõe regularmente  como artista plástica desde 2002.

Destinatários:

Estudantes de Artes Plásticas,  Multimédia, Design, Arquitetura, Professores, Artistas  e pessoas interessadas na área

Propinas:

Inscrição: 50% do valor da propina (deduzido ao valor abaixo indicado)
Estudantes, Docentes e Funcionários UP/FBAUP: 95,00 Euros |
Público em Geral:  115,00 Euros |
Seguro escolar: 2,00 Euros |

INSCRIÇÕES ATÉ 16 DE OUTUBRO DE 2015.

Candidaturas e Inscrição

Para candidatar-se, selecione a opção INSCRIÇÕES ONLINE

Objetivos:

Este curso tem como objetivo, dotar os estudantes de ferramentas que lhes permitam compreender as possibilidades criativas das intersecções entre desenho, têxtil e corpo.
Tanto na similitude dos seus atos – possibilitando ao desenho ser informado pelos processos têxteis como a tecelagem, malharia, estampagem e bordado, cujo resultado é apresentado como desenho. Bem como, na construção de têxteis enquanto suporte de intervenção e invenção na relação com o espaço e com o corpo. Pretende-se que cada estudante, individualmente ou em grupo, desenvolva estratégias experimentais e críticas que lhes permitam obter processos criativos motivados por este espaço intersticial, que poderá constituir a base seminal de um projeto autoral.

Conteúdos programáticos:

O programa será desenvolvido tendo em conta a base autoral ancorada no trabalho recente da artista, donde se poderão retirar os principais pontos:
– Pensar o desenho como um gesto “tecido”, e o têxtil como um gesto “desenhado”
– O desenho como marca projetada de um corpo que atua, e o têxtil como suporte
-Exploração da taxonomia da linha e da trama
-Descontextualização dos atos da tecelagem pelos materiais do desenho
– Deskilling/reskilling, uma dialética de atuação
Abordando-se a seguir, a relação entre desenho e têxtil no vocabulário partilhado: Trama, Tempo, Ritmo, Repetição.
A importancia do fio como um elemento de conexão na construção de um têxtil e como metáfora para a organização biológica e social
– Breve introdução à visualidade háptica ,visando principalmente o duplo envolvimento entre os processos têxteis e o desenho.
Apresentação do trabalho de alguns artistas de várias gerações, cuja obra reflete o interesse e a pertinência deste campo.

—————

INFORMAÇÕES:

Número máximo de participantes: 15 (quinze)

A SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS É FEITA PELA ORDEM DE VALIDAÇÃO DAS INSCRIÇÕES.

Avaliação:

Este programa será abordado num formato teórico-prático, contemplando um lado expositivo com recurso a imagens, textos e obras referentes aos assuntos abordados, ao qual se seguirão propostas experimentais e demonstrativas em torno dos seguintes temas :
a) O têxtil como suporte : As ações e os meios do desenho e das técnicas de impressão instigadas pelo têxtil.
b) Exploração da taxonomia da linha e da trama : O carácter intersubjectivo da linha, ao emergir do suporte transformando-se em tecido, malha, ou rede.
Na primeira sessão será exposta a matéria de carácter teórico, as restantes três sessões serão de trabalho prático a partir dos pontos a) e b)

Avaliação- Avaliação contínua, estimando-se para a participação nas aulas uma percentagem de 40% da nota final, e para o projeto individual uma percentagem de 60%
A avaliação será dada de 0 a 20

Será emitido um certificado de frequência aos participantes que tiverem assistido a 75% da carga horária total por módulo.
Será emitido um certificado de aprovação aos formandos que tenham, frequentado 75% da carga horária, e que tenham aprovação igual ou superior a 10 valores, com base numa avaliação qualitativa em que os valores numéricos de 10 a 20 valores correspondem à seguinte nota:

10 a 13 Suficiente
14 e 15 Bom
16 e 17 Muito Bom
18 a 20 Excelente

Bibliografia:

– ABRAM, David (1964) A Magia do Sensível . Lisboa: Edições Fundação C. Gulbenkien. (p.130,131)
– Art and Textile Fabric as Material Concept in Modern Art from Klimt to the Present:Stuttgart: Hatje Cantz.( pp.46 a 55)
– BARTHES, Roland (2009) O Óbvio e o Obtuso. Lisboa: Edições 70.
– BERNADAC, Marie-Laure (1995). Louise Bougeois. Paris. Flammarion. (pp. 14, 29, 32)
– BUTLER, Cornelia H.; ZEGHER, Catherine de (2011) On Line Drawing Though the Twentieth Century. Nova Yorque: The Museum Of Modern Art.
– CARNEIRO, Alberto (1995). Campo Sujeito e Representação no Ensino e na Prática do Desenho /Projeto. Porto: FAUP, Publicações. (p.36)
– CASTRO, E.M. de Melo ( 1985). Introdução ao Desenho Têxtil. Lisboa: Editorial Presença.
– DELEUZE, Gilles (2002) Francis Bacon Lógica da Sensação. Lisboa: Orfeu Negro.
– ROSAND, David (2002) Drawing Acts – Studies in Graphic Expression and Representation. Cambridge: Cambridge University Press, p. 13, 14.
– RUSKIN, John ( 1991) The elements of Drawing.London: Herbet Press.
– FLUSSER, Vilém (2010). Uma filosofia do Design A Forma das Coisas. Lisboa. Relógio D´Água. (pp.107 a 110)
– INGOLD, Tim (2007). Lines A Brief History. Nova Iorque : Routledge Taylor and Francis Group.
– WALLNER, Julia (2014). “Rosemarie Trockel: Life Means Kniting Pantyhose”. In Bruderlin, Markus (ed.) (2014). Art and Textiles, Fabric as Material and Concept in Morden Art from Klimt to the Present. Wolfsburg: Kunstmuseum Wolfsburg.
– ZEGHER, Catherine de (2006). “Drawing/Bandage/Bondage or Eva Hesse Caugth in the Triangle of Process/Content/Materiality”. In de Zegher, Catherine (Ed.) Eva Hesse Drawing. New York,: The Drawing Center. (pp. 59-116)

Anúncios