LIVE CODING COM SONIC Pi

LIVE CODING COM SONIC Pi

Horário: 10 sessões (20 Horas)de 18 de maio a 22 de junho (ter. e qui.) | Pós-laboral (18h00 > 20h00)

Créditos: 2 ECTS (aguarda creditação)

Formador: PEDRO CARDOSO

Pedro Cardoso é designer, doutorado em Arte e Design com a tese “Playing in 7D: An Action-Oriented Framework for Video Games”, mestre em Design da Imagem, e licenciado em Design de Comunicação pela Universidade do Porto. É investigador, membro do ID+, Instituto de Investigação em Design, Media e Cultura, e estuda videojogos, design de interacção, novos media, e mais recentemente, relações entre música e jogos. É professor na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto onde leciona ferramentas digitais, grafismos 3D, e metodologias de projecto e investigação. É músico tendo ultimamente realizado diversas performances com recurso ao live coding, hardware hacking e sintetizadores DIY.

http://pcardoso.tumblr.com/

Destinatários: Maiores de 18 anos. Estudantes de design e artes com frequência universitária (preferencialmente). Designers, artistas, músicos, performers, público em geral com interesse em programação e música/som. Não é necessária experiência prévia em programação ou música/som.

Documentos necessários:
CERTIFICADO DE HABILITAÇÃO ACADÉMICA DE NÍVEL SUPERIOR (candidatos detentores de grau académico superior)
COMPROVATIVO DE MATRÍCULA (estudantes do Ensino Superior em instituições que não a U.Porto)

Inscrição: 50% do valor da propina (deduzida à mesma)
Estudantes, Docentes e Funcionários UP/FBAUP: 80,00 Euros |
Público em Geral:  95,00 Euros |
Seguro escolar: 2,00 Euros |

INSCRIÇÕES ATÉ 11 DE MAIO DE 2017.

Candidaturas e Inscrição

Para candidatar-se, selecione a opção INSCRIÇÕES ONLINE

Objetivos

  • Introduzir os estudantes à prática do live coding;
  • Explorar o computador enquanto instrumento musical;
  • Entender a linguagem de programação enquanto notação musical;
  • Criar composições musicais/sonoras utilizando programação;
  • Actuar programando em tempo real.

Programa

  1. Interface
  2. Sintetizadores
  3. Samples
  4. Efeitos especiais
  5. Aleatorização
  6. Estruturas de programação
  7. Estruturas de dados
  8. Controlo e live coding
  9. Actuar e gravar um álbum

—————

Informações

Modo de pagamento:

Taxa de inscrição: paga no ato da inscrição. SEM ESTE PAGAMENTO A INSCRIÇÃO NÃO É CONSIDERADA.

Propina e seguro escolar: pagos até data anterior ao início do curso.

A frequência desta unidade de formação pressupõe o pagamento integral dos valores associados à mesma antes da sua data de início.

Número máximo de participantes: 15 (QUINZE)

A SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS É FEITA PELA ORDEM DE VALIDAÇÃO DAS INSCRIÇÕES.

Necessidades a colmatar pelos participantes: computador e auscultadores.

Método de avaliação:

As classificações finais serão calculadas a partir da média ponderada da avaliação dos exercícios e projetos e da sua articulação com uma avaliação da participação dos discentes nas aulas e demais atividades letivas:

** Assiduidade: 15%

** Participação nas atividades letivas e realização de exercícios: 35%

** Elaboração de projeto: 50%

* Os projetos não entregues serão classificados com 0 (zero);

* Os projetos não acompanhados não serão motivo de avaliação;

* Todos os projetos entregues fora dos prazos estabelecidos serão penalizados na sua classificação em 20% da classificação total (20).

A Avaliação será feita numa escala de 0 a 20 valores.

A aprovação, a verificar-se, é feita numa escala positiva de 10 a 20 (conforme consta do Regulamento de Criação, Acreditação Interna e Creditação dos Cursos de Formação na Área de Educação Contínua da UP).

Certificação:

Quando solicitado, aos  participantes será emitido:

– um certificado de formação contínua com classificação quantitativa e créditos.

A prova de habilitação académica superior, quando solicitada, é da exclusiva responsabilidade do formando e tem de ser apresentada até data anterior ao início da formação.

Aos participantes que desejem frequentar a formação na vertente LIVRE será emitido:

– um certificado de frequência.

A opção dos formandos de frequentar este curso na vertente livre é tomada impreterivelmente em data anterior ao início do curso, e comunicada por escrito através de preenchimento de formulário próprio.

A emissão e atribuição de qualquer tipo de certificado estão condicionadas à frequência do curso/ unidade de formação (mínimo 75%) não excedendo o limite de faltas.

No caso de o formando exceder o limite de faltas e/ou não obter aproveitamento após processo avaliativo, não tem direito a qualquer certificado.

O pedido de emissão de certificado é feito por escrito e a emissão está sujeita a pagamento de emolumentos no valor representado na tabela em vigor.

BIBLIOGRAFIA:
—. “Sonic Pi & Live Coding.” Accessed 2016/05/23. http://www.sonicpiliveandcoding.com.
Aaron, Samuel, Dominic Orchard, and Alan F. Blackwell. 2014. “Temporal semantics for a live coding language.” FARM ’14.
Aaron, Sam. 2015. “Code Music with Sonic Pi.” In: The MagPi Essentials.
—. “Getting Started with Sonic Pi.” Raspberry Pi Learning Resources. Accessed 2016/05/23. https://www.raspberrypi.org/learning/getting-started-with-sonic-pi/.
Farnell, Andy. 2010. Designing Sound. Cambridge, Massachusetts and London, England: The MIT Press. ISBN: 978-0-262-01441-0.
Marques, Miguel Pinheiro. 2014. Sistemas e Técnicas de Produção de Áudio. FCA – Editora de Informática, Lda. ISBN: 978-972-722-764-8.
Wilson, Scott, David Cottle, and Nick Collins, eds. 2011. The SuperCollider Book. Cambridge: The MIT Press.

 

Anúncios