DECALQUES: A IMAGEM SOBRE O VIDRO

DECALQUES: A IMAGEM SOBRE O VIDRO

Horário:  8 sessões ( 16 Horas)de 04 a 27 de julho de 2017 (terça e quinta-feira) | Pós-laboral (18h00 – 20h00)

CRÉDITOS: 1,5 ECTS

Formadora: ANA MARGARIDA ROCHA

Coordenador Científico: PROFESSORA DOUTORA TERESA ALMEIDA

ANA MARGARIDA ROCHA
Nasceu no Porto em 1990. Licenciatura em Artes Plásticas, Ramo de Pintura, FBAUP (2012). Mestrado em Pintura, FBAUP (2014). Expõe regularmente como artista plástica desde 2010. Recebeu o Prémio Viana de Lima em 2015. Para além da especialização em Pintura, tem privilegiado as áreas das Técnicas de Impressão e das Técnicas do Vidro e Cerâmica. Integrou a equipa de investigação do projeto pluridisciplinar IJUP “Vidro e impressão: criação de substratos e matrizes de impressão alternativas”. Bolseira da FCT no âmbito da Unidade de Investigação VICARTE – Vidro e Cerâmica, Grupo de investigação: Contemporany Materials and Creativity / NOVA.ID.FCT.

DESTINATÁRIOS:
Destina-se a toda a comunidade académica da Universidade do Porto, nomeadamente estudantes que queiram aprofundar conhecimentos em técnicas do vidro. Público em geral com interesse pelas áreas das artes plásticas e design, escultura, vidro, cerâmica e gravura.

Documentos necessários:
CERTIFICADO DE HABILITAÇÃO ACADÉMICA DE NÍVEL SUPERIOR (candidatos detentores de grau académico superior)
COMPROVATIVO DE MATRÍCULA (estudantes do Ensino Superior em instituições que não a U.Porto)

Propinas:
Taxa de Inscrição: 50% do valor total da propina (deduzido ao valor abaixo indicado)
Estudantes , Docentes e Funcionários UP/FBAUP: 95,00 Euros |
Público em Geral: 115,00 Euros |
Seguro escolar: 2,00 Euros |

INSCRIÇÕES  ATÉ 20 DE JUNHO.

Candidaturas e Inscrição
Para candidatar-se, seleccione a opção INSCRIÇÕES ONLINE

OBJECTIVOS

  • Realização de papéis de decalque cerâmico alternativos e económicos como substituição aos que existem no mercado.
  • Introdução de decalques em peças tridimensionais de vidro.
  • Apresentação dos parâmetros básicos de execução desta técnica.
  • Realização de uma série de exercícios de criação de peças vidro.
  • Aquisição de competências relativamente aos processos de preparação de decalques cerâmicos: conhecer as propriedades do suporte vítreo; relacionar e trabalhar com a transparência e a textura; conhecer e saber utilizar os diferentes materiais.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS:

  • Breve história do vidro e da sua presença na contemporaneidade: foco na técnica de kilncasting;
  • Introdução teórica ao vidro como material:
    – Tipos de vidros;
    – Compatibilidades;
    – Ciclos de cozedura;
    – Processos técnicos de kilncasting;
    – Moldes de gesso e sílica.
  • Realização de decalque cerâmico alternativos.

PROGRAMA:

1.ª sessão:
Componente teórica. Breve introdução teórica aos papéis de decalque.
O que é um decalque? As quatro camadas que constituem um decalque.
Enquadramento histórico e industrial.
Materiais e componentes. Tintas e media.
Stencil e serigrafia.
Componente prática. Primeira fase de composição do decalque. Preparação do papel com aplicação de revestimento solúvel.

2.ª sessão:
Demonstração prática do processo de serigrafia.
Produção de fotolitos. Aplicação de emulsão. Sensibilização da imagem com luz UV.

3.ª sessão:
Esmaltes vítreos. Preparação das tintas. Pigmento e medium. Impressão das imagens sobre papéis preparados. Impressão da capa selante.

4.ª sessão:
Aplicação dos primeiros ensaios de decalque sobre vidro plano e peças com curvatura.
Ensaios de esmaltagem e gravação.

5.ª sessão:
Início do projecto individual.
Escolha e preparação do suporte (placas de vidro, garrafas, copos, peças cerâmicas vidradas, azulejo, etc).

6.ª sessão:
Desenvolvimento do projeto individual.

7.ª sessão:
Desenvolvimento do projeto individual.

8.ª sessão:
Desenvolvimento do projecto individual: acabamentos.
Apresentação e análise conjunta.

INFORMAÇÕES:

Modo de pagamento:

Taxa de inscrição: paga no ato da inscrição. SEM ESTE PAGAMENTO A INSCRIÇÃO NÃO É CONSIDERADA.

Propina e seguro escolar: pagos até data anterior ao início do curso.

A frequência desta unidade de formação pressupõe o pagamento integral dos valores associados à mesma antes da sua data de início.

Número máximo de participantes: 12 (DOZE)

A SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS É FEITA PELA ORDEM DE VALIDAÇÃO DAS INSCRIÇÕES.

POR QUESTÕES DE LOGÍSTICA, NÃO SERÁ PERMITIDO PERMANECER NAS INSTALAÇÕES DA FACULDADE APÓS AS 23H00. SOLICITA-SE, POR ISSO, AOS PARTICIPANTES QUE TOMEM AS DEVIDAS PROVIDÊNCIAS PARA QUE QUESTÕES DE LIMPEZA E MANUTENÇÃO DE MATERIAIS FIQUEM RESOLVIDAS ATEMPADAMENTE A FIM DE SE OBSERVAR ESTA CONDIÇÃO.

Método de avaliação:

As aulas terão uma componente teórica onde será utilizado o método expositivo. A este acrescenta-se o método demonstrativo, através de exercícios práticos.
Sendo uma formação essencialmente prática, este workshop é constituído por oito sessões de duas horas cada. O início do curso incidirá sobre aspetos básicos e mais acessíveis e evoluirá para uma maior complexidade. Os conteúdos serão introduzidos por uma explicação teórica seguida de demonstrações práticas realizadas pela formadora. O ciclo finaliza-se com exercícios realizados pelos formandos evoluindo para um projeto individual. A avaliação será contínua, que se refere a uma análise crítica aos resultados obtidos em cada aula. Apresentação do projeto individual e análise conjunta.

Assiduidade: 15%
Participação: 35%
Trabalho final: 50%

A classificação final é feita numa escala de 0 a 20. A aprovação, a verificar-se, é feita numa escala positiva de 10 a 20 (conforme consta do Regulamento de Criação, Acreditação Interna e Creditação dos Cursos de Formação na Área de Educação Contínua da UP).

Certificação:

Quando solicitado, aos  participantes será emitido:

– um certificado de formação contínua com classificação quantitativa e créditos.

A prova de habilitação académica superior, quando solicitada, é da exclusiva responsabilidade do formando e tem de ser apresentada até data anterior ao início do curso.

Aos participantes que desejem frequentar a unidade de formação na vertente LIVRE (sem classificação e sem créditos) será emitido:

– um certificado de frequência.

A opção dos formandos de frequentar esta unidade na vertente livre é tomada impreterivelmente em data anterior ao início do curso, e comunicada por escrito em formulário próprio.

A emissão e atribuição de qualquer tipo de certificado estão condicionadas à frequência do curso/ unidade de formação (mínimo 75%) não excedendo o limite de faltas.

No caso de o formando exceder o limite de faltas e/ou não obter aproveitamento após processo avaliativo, não tem direito a qualquer certificado.

O pedido de emissão de certificado é feito por escrito para formcontinua@fba.up.pt e a emissão está sujeita a pagamento de emolumentos no valor representado na tabela em vigor.

BIBLIOGRAFIA PRINCIPAL:
Cummings, Keith . (2002). A history of glassforming. Keith Cummings (Publishers) Limited
WALKER,Brad. (2002). Contemporary warm glass. USA, Clemmons, North Caroline,Four Corners Internacional,
LUNDSTROM, Boyce. (2011). Kiln Fired Glass- Copper and Metal inclusions. Boyce Lundstrom
LUNDSTROM, Boyce. (2011). Best Bottle Book Ever By Boyce. 2011 , Boyce Lundstrom
Beveridge P; Doménech I, Pascual E,. (2003). El vidrio, Parramón Ediciones SA
Petrie, Kevin. (2006). Glass and Print, Glass handbook, A & C Black Publishers
Riecke, Helmut.(2006). Contemporary Glass Art, Lausanne et la Bibliothéque des arts,
Stone, Graham.(2000) ; Firing Schedules for Glass, First Edition Melbourne
Weinberg, Steve . (1985); Glass Casting Techniques, Glass Art Society Journal
CUMMINGS, K. (2001).Techniques of Kiln- Formed Glass. London: A&C Black Publishers Limited.
CUMMINGS, K.(2009). Contemporary Kiln-Formed Glass: A Wordl Survey. London:A&C Black Publishers Limited.
REID, C. (2013). Glass Sculpture. Surrey: Lund Humphiers, Adrian Sassoon & Cheltenham Borough Council ( Cheltenham Art Gallery & Museum).

Anúncios