CURSO PRÁTICO DE PINTURA: TECNOLOGIAS E MÉTODOS PROCESSUAIS

CURSO PRÁTICO DE PINTURA: TECNOLOGIAS E MÉTODOS PROCESSUAIS


Horário: 33 sessões (132 Horas)de 12 de outubro de 2017 a 14 de junho de 2018 (quinta-feira) | Pós-laboral (19h00 > 23h00)

Créditos: 15,5 Créditos ECTS

Formador: Domingos Loureiro (A CONFIRMAR)

DOMINGOS LOUREIRO
Professor na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Mestre em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Doutorado em Arte e Design na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Recebeu o prémio Dr. Gustavo Cordeiro Ramos, pela Academia Nacional de Belas Artes em 2013. Membro investigador do I2ads.

Destinatários:

Preferencialmente, candidatos que concluíram com sucesso o Curso Prático de Pintura II / Cor, Composição e Interpretação; outros com treino formal em Arte ou interessados na progressão da prática da pintura de paisagem. Como condição fundamental de acesso, os candidatos que frequentaram o Curso Prático de Pintura II / Cor, Composição e Interpretação  devem obrigatoriamente ter obtido classificação igual ou superior a 14 valores. Os candidatos que não tenham frequentado o Curso Prático de Pintura II / Cor, Composição e Interpretação devem apresentar um portefólio no qual devem constar entre 10 a 12 imagens de trabalhos mais representativos da produção pictórica do candidato, um pequeno texto auto-biográfico e a razão por que deseja frequentar o curso.

Propinas:
Inscrição: 75,00 Euros |
Estudantes, Docentes e Funcionários UP/FBAUP: 8 prestações de 75,00 Euros |
Público em Geral: 8 prestações de 87,50 Euros |
Seguro escolar: 2,00 Euros |

INSCRIÇÕES ATÉ 28 DE SETEMBRO

Para candidatar-se, selecione a opção INSCRIÇÕES ONLINE

Objetivos:
Dirigido a candidatos com formação em arte ou interessados na progressão da prática da pintura de paisagem, esta unidade de formação tem como objetivo o desenvolvimento de duas vertentes específicas: o domínio técnico e a prática projetual. O primeiro pressupõe o conhecimento profundo da técnica e a sua adaptação a um programa proposto pelo formando, num projeto individual de pintura. A atividade projetual procura o desenvolvimento, em Atelier, de um programa assente nos interesses particulares de cada formando, encadeado com uma noção abrangente de paisagem, numa lógica não só epistemológica, mas principalmente pelo seu interesse contemporâneo. A unidade de formação foca os diversos aspetos que compõem a genealogia da pintura de paisagem e procura posicioná-la num contexto atual, quer perante preocupações que afetem o género de pintura de paisagem, quer pelo uso multifacetado do termo paisagem.

Conteúdos Programáticos:

1. Atelier
Teórico-prática:
Espaço oficinal em que se procura desenvolver uma proposta individual de pintura assente na reflexão e na prática. O Atelier será maioritariamente um espaço de aplicação prática, compreendendo a necessidade de discussão e reflexão crítica e autocrítica sobre os conteúdos, experimentações e resultados. Estão previstas algumas aulas teóricas que providenciem apoio na concretização do projeto individual de pintura, solidificando os conteúdos e pensando o enquadramento com as práticas artísticas contemporâneas.
Objetivos:
– Desenvolvimento de um projeto individual de pintura de paisagem
– Pensar a prática e os conteúdos do projeto perante a arte contemporânea
– Aumentar a capacidade crítica e autocrítica dos formandos
– Especializar o formando em pintura de paisagem contemporânea

2. Recursos Tecnológicos da Pintura
Espaço oficinal que visa o aprofundamento e especialização dos formandos em recursos e técnicas da pintura de modo a solidificar o projeto individual. O programa está diretamente associado aos interesses técnicos dos formandos, permitindo a exploração de técnicas que desconheça ou o aprimoramento, no sentido de melhoramento do trabalho a realizar. Técnicas clássicas como pintura a óleo, aguarela, pastel seco e de óleo, carvão, acrílico, tempera, entre outras, serão tratadas do mesmo modo que recursos mais recentes, como o uso de impressão digital, silicone, resinas, entre outros.
Objetivos:
– Aprofundamento dos conhecimentos técnicos associados ao projeto individual
– Experimentar outras soluções e meios técnicos.
– Fomento do rigor e da primazia técnica adequada aos projetos individuais.

3. Processos Metodológicos da Pintura
Nesta etapa  o formando terá a oportunidade de conhecer e trabalhar com processos técnicos e metodologias da pintura recentes, nomeadamente o uso de programas de tratamento digital de imagem, processos de transferência e de impressão, bem como recursos assentes em matérias e técnicas menos convencionais.
Objetivos:Propor opções técnicas e metodológicas de pintura menos convencionais. Salientar o uso de recursos e meios tecnológicos multimédia para melhorar o projeto individual. Pensar a prática perante a arte contemporânea.

Fonte da imagem: static.pexels.com

——–

Informações

Modo de pagamento:

Inscrição: EUROS 75,00 pagos no ato da inscrição – SEM ESTE PAGAMENTO A INSCRIÇÃO NÃO É CONSIDERADA.

Prestação 1, 8 e seguro escolar: pagos até data anterior ao início do curso – SEM ESTE PAGAMENTO NÃO É POSSÍVEL PARTICIPAR NO CURSO

Prestações 2, 3, 4, 5, 6 e 7: pagas até ao dia 08 dos meses subsequentes. Depois do dia 8, os valores lançados estão sujeitos a aplicação de JUROS DE MORA.

É obrigatória a entrega da DECLARAÇÃO DE COMPROMISSO DE PAGAMENTO após inscrição. SEM ESTE DOCUMENTO NÃO É POSSÍVEL PARTICIPAR NO CURSO

Número máximo de participantes: 15 (QUINZE)

A SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS É FEITA PELA ORDEM DE PAGAMENTO DAS INSCRIÇÕES.

POR QUESTÕES DE LOGÍSTICA, NÃO SERÁ PERMITIDO AOS PARTICIPANTES PERMANECER NAS INSTALAÇÕES DA FACULDADE APÓS AS 23H00. SOLICITA-SE, POR ISSO, QUE TOMEM AS DEVIDAS PROVIDÊNCIAS PARA QUE QUESTÕES DE LIMPEZA E MANUTENÇÃO DE MATERIAIS FIQUEM RESOLVIDAS ATEMPADAMENTE A FIM DE SE OBSERVAR ESTA CONDIÇÃO.

MATERIAIS: A lista de materiais necessários será divulgada na primeira sessão.

Método de avaliação:
Tratando-se de uma formação aberta a participantes com diferentes graus de formação, objetivos e experiência, cada técnica pictórica específica conta com a realização de uma pequena abordagem teórica, de forma a expor a sua história, características e evolução particular, passando-se à realização de exercícios programados para o desenvolvimento de conhecimentos técnicos das várias potencialidades de aplicação/utilização/manutenção dos materiais em questão. Devido ao próprio carácter das unidades de formação contínua, será feito um acompanhamento individual e especializado a cada participante, de forma a ajudar no esclarecimento de eventuais dúvidas/dificuldades no decorrer da aprendizagem técnica.

A avaliação será contínua, contando no final com uma avaliação geral dos trabalhos, de forma a classificar os conhecimentos adquiridos e evolução, sustentada nos seguintes parâmetros:

Assiduidade (15%); participação/ motivação (35%); sentido crítico, qualidades plásticas: execução, criatividade, originalidade, evolução, desenvolvimento e concretização (50%).

A classificação final é feita numa escala de 0 a 20. A aprovação, a verificar-se, é feita numa escala positiva de 10 a 20 (conforme consta do Regulamento de Criação, Acreditação Interna e Creditação dos Cursos de Formação na Área de Educação Contínua da UP).

Certificação:

Aos  participantes será emitido:

– um certificado de formação contínua com avaliação (classificação quantitativa) e créditos.

A prova de habilitação académica superior, quando solicitada, é da exclusiva responsabilidade do formando e tem de ser apresentada até data anterior ao início do curso.

Aos participantes que desejem frequentar o curso na vertente LIVRE será emitido:

– um certificado de frequência.

A opção dos formandos de frequentar este curso na vertente livre é tomada impreterivelmente em data anterior ao início do curso, e comunicada por escrito para formcontinua@fba.up.pt.

A emissão e atribuição de qualquer tipo de certificado estão condicionadas à frequência do curso (mínimo 75%) não excedendo o limite de faltas.

No caso de o formando exceder o limite de faltas e/ou não obter aproveitamento após processo avaliativo, não tem direito a qualquer certificado.

O pedido de emissão de certificado é feito por escrito para formcontinua@fba.up.pt e a emissão está sujeita a pagamento de emolumentos no valor representado na tabela em vigor.

BIBLIOGRAFIA:
BELL Julian;What is painting ?. ISBN: 0-500-28101-7
MAYER Ralph;The^artist.s handbook of materials and techniques. ISBN: 0-571-11693-0
MAYER Ralph;Materiales y técnicas del arte. ISBN: 84-87756-17-4
PUTTFARTEN Thomas;The^discovery of pictoral composition. ISBN: 0-300-08156-1
SMITH Ray;Manual Prático do Artista, Civilização Editores, 2006. ISBN: 989-550-125-0
EDWARDS Betty ; Color – a course in mastering the art of mixing colours, Penguin Group, 2004
GOTTSEGEN, Mark David ;The Painter’s Handbook, Watson-Guptill Publications, 2006
WEHLTE, Kurt – The Materials & Techniques of Painting: With a Supplement on Color Theory, New York: Prentice Hall Press, 1975.

Anúncios