FUSÃO DE VIDRO COM MICROONDAS

FUSÃO DE VIDRO COM MICROONDAS

Horário: 4 sessões (12h) | de 19 a 28 de junho de 2019 (qua. e sex.) | 18h00 > 21h00

CURSO LIVRE (SEM CRÉDITOS)

Formadora: Cristina Camargo

Supervisão Científica: Professora Doutora Teresa Almeida

CRISTINA CAMARGO
Nasceu em Lisboa. Nacionalidade portuguesa e brasileira. Licenciatura em Artes Plásticas – Pintura pela FBAUP. Licenciatura em Design Industrial pela ESAD – Matosinhos. Curso de fusão de vidro pela Escuela de las artes del vidrio- Fundació Centre del Vidre de Barcelona. Curso de pâte de verre pelo Cencal- Marinha Grande. Formadora de cursos de fusão de vidro na Fundação de Serralves. Colaboradora do SE do Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves. Responsável e dinamizadora do espaço BOA- bombarda oficinas de artes na cidade do Porto. Como artista plástica expõe desde 1990.

Destinatários:
Estudantes ou graduados na área das Artes Plásticas e do Design, ceramistas ou designers.
Público em geral com interesse pela área.

Propinas (VER CONDIÇÕES DE PAGAMENTO):
Estudantes, Docentes e Funcionários da FBAUP/ UP:
95,00 Euros |
Público em Geral: 115,00 Euros |
Seguro escolar: 2,00 Euros |

INSCRIÇÕES ATÉ 05 DE JUNHO DE 2019

Para candidatar-se, selecione a opção INSCRIÇÕES ONLINE

Descrição
Esta oficina de “fusão em Microondas” permitirá novas abordagens à fusão em vidro, com uma grande utilidade prática que poderá depois ser executada facilmente em casa pelos formandos. Teremos abordagens simples e funcionais, com a realização de pequenos objetos.  Os participantes terão possibilidade de expandir os seus conhecimentos na área da fusão em vidro, nomeadamente:
– Aprender a técnica de fusão em vidro no microondas;
– Aprender a técnica de casting em vidro no microondas;
– Trabalhar com recursos recicláveis, como garrafas de vidro comerciais;
– Dominar  métodos de preparação de suportes;
– Conhecer os ciclos de cozedura;
– Entender as compatibilidades dos diferentes vidros utilizados.
No final , os participantes terão desenvolvido competências para desenvolverem individualmente um trabalho de fusão em casa, e um diário de bordo onde todos os procedimentos são apontados, para que no futuro consigam aplicar os resultados aprendidos. O diário de bordo consiste em registos gráficos e escritos.

Conteúdos programáticos

  • História da fusão em vidro
  • Principais artistas e obras
  • Corte de vidro
  • Compatibilidade entre vidros.
  • Ciclos de cozedura
  • Regras de segurança no trabalho
  • Execução de moldes de pequenas dimensões
  • Projeto individual, com base nas técnicas estudadas, adequado às necessidades e interesses de cada um dos participantes.

Material a colmatar pelos formandos:
– embalagens de vidro para reciclagem (frascos, garrafas, boiões);
– (OPCIONAL) mufla “hotpot” para microondas.

OBSERVAÇÃO:
Os participantes têm de envergar vestuário e calçado adequados às práticas oficinais  (calças compridas, bata ou avental e calçado completamente fechado, preferencialmente com protecção).

Fonte da imagem: http://www.pearsons-glass.co.uk

——

Informações

Condições de pagamento:

50% do valor total da propina: pago no ato da inscrição. SEM ESTE PAGAMENTO A INSCRIÇÃO NÃO É CONSIDERADA.
Valor remanescente da propina: pago até data anterior ao início da unidade.

Número mínimo de participantes: 8 (OITO)
Número máximo de participantes: 10 (DEZ)

A SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS É FEITA PELA ORDEM DE VALIDAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

Certificação:

Aos  participantes será emitido:
– um certificado de frequência.

A não aprovação dos formandos pode resultar de:

  1. Assiduidade inferior a 75% do número de horas presenciais;
  2. A não apresentação do trabalho individual/ portefólio;
  3. Um valor médio de desempenho inferior a 50%.

Para efeito de confirmação de falta será considerada uma tolerância de 15 minutos.

Os formandos que reprovarem por falta de assiduidade só serão considerados para unidades de formação futuras caso haja vagas sobrantes.

O pedido de emissão de certificado é feito por escrito para formcontinua@fba.up.pt no final da unidade de formação, e a emissão está sujeita a pagamento de emolumentos no valor representado na tabela em vigor.

BIBLIOGRAFIA:
Beveridge  P; Doménech I, Pascual E. (2003); El vidrio, Parramón Ediciones SA
Cummings, Keith (2001). Techniques of Kiln- Formed Glass. London: A&C Black Publishers Limited.
Cummings, Keith (2009). Contemporary Kiln-Formed Glass: A Wordl Survey. London:A&C Black Publishers.
Klein D; Lloyd W. (1984); The history of glass, Crescent Book
Walker, Brad. (2002). Contemporary warm glass. USA, Clemmons, North Caroline,Four Corners Internacional