A MOLDURA ARTESANAL

Carga horária: 12 sessões | 27 horas de contacto
Calendário:
de 07 de março a 09 de abril de 2022 (quartas, sextas e sábados)*
Horário:
Pós-laboral (18h30 > 20h30 | GMT)* e Diurno (10h00 > 13h00)**
Regime: b-learning [ensino a distância (e-learning) – ZOOM | MOODLE | GOOGLE CLASSROOM | [ensino presencial]
Língua de comunicação: Português (PT)
Prazo para inscrições:
INSCRIÇÕES ENCERRADAS

*Aulas teóricas (online):
MARÇO
07 – 18:30/20:30 h (segunda-feira, excecionalmente)
11 – 18:30/20:30 h
16 – 18:30/20:30 h
18 – 18:30/20:30 h
23 – 18:30/20:30 h
25 – 18:30/20:30 h
30 – 18:30/20:30 h

ABRIL
01 – 18:30/20:30 h
06 – 18:30/20:30 h

**Aulas práticas (presenciais nas instalações da empresa Santos & Irmãos)
MARÇO
26 – 10:00/13:00 h

ABRIL
02 – 10:00/13:00 h
09 – 10:00/13:00 h

Curso livre

Formador: Guilherme Monteiro
Artesãos: Crispim Teixeira [gesso], Dolores Soares [ouro] e José Monteiro [fingidos]

Supervisão científica: Professor Doutor Antero Ferreira

Guilherme Monteiro
É licenciado em Arqueologia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Desde 2010 até ao presente, tem a seu cargo o estudo, inventariação e salvaguarda de técnicas de fabrico de molduras artesanais na Santos & Irmãos (oficina portuense fundada em 1858, atualmente a oficina de molduras mais antiga do mundo).
www.santosmolduras.pt/a-casa/

Destinatários:
Estudantes e profissionais formados em Belas Artes, História de Arte ou Restauro, galeristas, colecionadores de arte e público em geral com capacidade para frequentar o ES, que deseje aprofundar os conhecimentos relativamente à história estética e técnica da moldura artesanal.

Se já esteve inscrito na U.Porto, tem um número de utilizador SiGARRA  e endereço de email institucional atribuídos. Certifique-se de que as suas credenciais são válidas. Todos os contactos encetados por este Gabinete posteriores à submissão do formulário, no caso dos utilizadores SIGARRA com conta WEBMAIL, serão enviados EXCLUSIVAMENTE para a caixa de correio institucional.

CONDIÇÕES DE INSCRIÇÃO E DE FREQUÊNCIA:
– CAPACIDADE PARA FREQUENTAR O ENSINO SUPERIOR;
– COMPROVATIVO DE HABILITAÇÃO LITERÁRIA;
– COMPETÊNCIAS INTERMÉDIAS DE INFORMÁTICA AO NÍVEL DO UTILIZADOR;
– LIGAÇÃO EFICIENTE À INTERNET;
– DISPOSITIVO COM COLUNAS DE SOM, MICROFONE E CÂMARA FUNCIONAIS (obrigatório).*

Nota:
ESTUDANTES COM INSCRIÇÃO ATIVA EM 2021/ 2022 EM CURSOS DE 1.º, 2.º OU 3.º CICLOS NA U.PORTO ESTÃO ISENTOS DE APRESENTAÇÃO DE COMPROVATIVO DE HABILITAÇÃO LITERÁRIA.

*Durante as sessões, câmaras, colunas e microfones têm de obrigatoriamente estar a funcionar e ligados.
Download gratuito de fundo de videochamada para dispositivo disponível em:
https://www.nationalgallery.co.uk/page/mymasterpiece
https://www.nationaltrust.org.uk/features/virtual-backgrounds-for-zoom?fbclid=IwAR03P0fCnCnibtyC0IKRFtC7iCKCvYZPeH-CIIJE7f3AkPdoA5bu3WXfaLM

Apresentação:
A moldura artesanal, como objeto de estudo, é um tema raro, que se destaca da oferta formativa existente nas demais instituições de Belas Artes. O conhecimento das técnicas aplicadas no fabrico de molduras artesanais possibilitará a inovação da criação artística, quer pela inclusão das referidas técnicas em trabalhos de expressão plástica, quer na inovação dos próprios métodos de fabrico de molduras, pela integração de técnicas associadas às Belas Artes, criando sinergias inovadoras, fruto da interdisciplinaridade entre as duas áreas de conhecimento.

Por outro lado, a colaboração entre a Faculdade de Belas Artes  da U.Porto e a oficina Santos & Irmãos concorre para o fortalecimento da cooperação entre a instituição e demais atores da sociedade, que poderá contribuir não só para a valorização económica do conhecimento, como para a manutenção da consciência histórica dos discentes relativamente ao relevo industrial, e artístico, de empresas da cidade como a Santos & Irmãos, que são testemunhos de uma memória coletiva que, desta forma, se salvaguarda e exponencia.

Objetivos:
1. Possibilitar aos discentes uma noção básica da história da moldura, incidindo sobre a sua evolução estética e técnica e relacionar este desenvolvimento com os movimentos artísticos e culturais;

2. Dar a conhecer os vários métodos de fabrico associados à moldura artesanal, com maior incidência na realidade portuguesa;

3. Colocar os formandos em contacto direto com as técnicas de fabrico, e acabamento, de molduras artesanais através de visitas à oficina.


Conteúdos programáticos:
Componente Teórica (e-learning)

1. Breve História da Moldura

a) Antiguidade
b) Idade Média
c) Idade Moderna
d) Idade Contemporânea

2. Fabrico da Moldura Artesanal

a) Madeira
b) Gesso
c) Ouro
d) Outros acabamentos

3. A Moldura e o seu Contexto

a) O conceito de moldura
b) Funções da moldura
c) Estética da moldura

Componente Prática (presenciais)

1. Massistas (gesso)

2. Douradores (ouro)

3. Decoração Pictórica (fingidos e gravados)

Propinas:
Estudantes, Docentes e Funcionários UP/FBAUP:
180,00 Euros |
Alumni FBA | ESBAP: 194,00 Euros |
Público em Geral: 216,00 Euros |
Seguro escolar: 02,00 Euros |

A inscrição pressupõe a leitura atenta do Regulamento do Gabinete de Formação Contínua

Inscrições:
https://sigarra.up.pt/fbaup/pt/cand_geral.informacao_relevante_cans_view?pv_processo_id=887741

Imagem:
(c) Hugo de Almeida

Informações

Condições de pagamento:

Valor total da propina e seguro escolar: pagos até data anterior ao início da formação.

A frequência desta unidade de formação pressupõe o pagamento integral dos valores associados à mesma antes da sua data de início.

Número mínimo de participantes: 10 (DEZ)
Número máximo de participantes: 15 (QUINZE)

A SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS É FEITA PELA ORDEM DE PAGAMENTO DO VALOR ASSOCIADO À FORMAÇÃO.

Critérios de avaliação e percentagens associadas:
A avaliação será contínua contando, no final da formação, com uma avaliação geral do conhecimento adquirido, através de um exame escrito e uma apresentação oral. De forma a classificar o conjunto de conhecimentos teóricos e práticos adquiridos ao longo da formação e a evolução do discente, serão tidos em conta os seguintes parâmetros:
– Assiduidade (10%): através dos registos de presença, sendo obrigatório assistir a pelo menos 75% das horas de contacto;
– Participação/ motivação (20%): a que corresponde empenho, iniciativa, pertinência das intervenções em contexto de sala de aula/visitas exteriores;
– Apresentação Oral (30%): na qual o formando deverá desenvolver um tema relacionado com a formação (a partir de uma seleção de temas a ser dispensada pelo formador);
– Exame escrito (40%): onde se consideram os conhecimentos adquiridos ao longo da formação, como sendo aspetos da evolução estética da moldura, o seu papel conceptual e as técnicas de fabrico da moldura artesanal.

A atribuição do resultado consequente da avaliação contínua global será A (aprovado)/ R (reprovado).

A não aprovação dos formandos pode resultar de:

  1. Assiduidade inferior a 75% do número de horas de contacto;
  2. A não apresentação do trabalho individual/ portefólio;
  3. Um valor médio de desempenho inferior a 50%.

Para efeito de confirmação de falta será considerada uma tolerância de 15 minutos.

Os formandos que reprovarem por falta de assiduidade só serão considerados para formações futuras caso haja vagas sobrantes.

Certificação:
Aos  participantes será emitido:
– um certificado de frequência.

O pedido de emissão de certificado é feito por escrito para formcontinua@fba.up.pt, no final da formação, após tomada de conhecimento da avaliação,  e  a emissão está sujeita a pagamento de emolumentos no valor representado nesta tabela em vigor.

BIBLIOGRAFIA/ DOCUMENTAÇÃO DE APOIO:
ADORNO, Theodor W. – Teoria da Estética. Lisboa: Edições 70 D.L., 1993. ISBN 978-9724414997
CAMPANA, D. M. – Teacher of Picture Frames Finishing. Chicago: Campana Co Publishers, 1947. ISBN 10: 978-1446526835
CUNNING, Robert – The Encyclopedia Of Picture Framing Techniques: A Comprehensive Visual Guide to Traditional and Contemporary Techniques. London: Quarto Publishing, 2004. ISBN 978-0806993027
DURO, Paul – The Rhetoric of the Frame: Essays on the Boundaries of the Artwork. Cambridge: Cambridge University Press, 1996. ISBN 978-0521461481
FORD & MIMMACK – The Art and Science of Gilding: Hastings and Co: A Hand Book of Information for the Picture Framer. New York: Ford & Mimmack, 1909. ISBN 978-0342607525
FOUCART, Jacques – Étude critique de l’encadrement. Revue de l’Art, n.º76, 1987.
GRIMM, Claus, – Historie du cadre: un panorama. Revue de l’Art, n.º 76, 1987
KIÜLERICH, Bente – Savedoff, Frames, and Parergonality. The Journal of Aesthetics and Art Criticism (59)3:320–23. 2001.
MAYER, Ralph – The Artist’s Handbook of Materials and techniques. Fifth ed. New York: Viking Penguin, 1991. ISBN 0-670-83701-6
MITCHELL, Paul e ROBERTS, Lynn – A History of European Picture Frames. London: Merrell Holberton, 1996. ISBN 978-1858940366
SAVORY, Charles – The Practical Carver and Gilders Guide and Picture Frame Makers Companion. Fourth ed. London: Kent and Company, 1880-1891. ISBN 978-0365395294
SIMMEL, Georg. [1902] – The Picture Frame: An Aesthetic Study. Theory, Culture and Society (11):11–17. 1994.


%d bloggers like this: